ads

Slider[Style1]




clica e sabe mais 

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]




clica e ouve as entrevistas e emissões já realizadas na tua rádio 

Style4

Style5


NUNO MIGUEL HENRIQUES nasceu no dia 5 de Dezembro, no Hospital da Covilhã, sendo filho de mãe da classe média da Beira Baixa, funcionária da então Caixa de Previdência e de Pai, Militar de Abril. É um encenador, actor, diseur, formador, professor, assessor e produtor profissional. Tem mais de 27 anos de trabalho em prol da Poesia, quer em termos de Espetáculos, Recitais, Edições de 11 CD’s Poéticos, Rádio e Televisão, além de ter igualmente notoriedade, enquanto escritor e poeta renovador e instintivo. É considerado “homem dos sete instrumentos” pela forma pluridisciplinar de agir em diversos campos profissionais, sendo-lhe reconhecidas, ao longo dos anos, capacidades únicas de gestão, organização e empreendedorismo.

Viveu os seus primeiros 14 meses de vida, no “Beco da Alegria”, antes de residir na moradia que os pais, adquirem mais tarde num bairro ajardinado da cidade, junto da única piscina das redondezas, com que se fascinava. Por vezes dizem que a sua boa disposição, vem por ter passado os primeiros dias de vida, no próprio “Beco da Alegria”.
Cresceu na cidade da neve, onde precocemente se fez adulto, pela dureza da vida e dos acontecimentos e lutas políticas das classes empresariais-operárias, em que se vê estranhamente envolvido, pelas profissões da família e na escola primária, para onde entrou aos cinco anos de idade.

Tímido, triste e sempre atento, raramente falava de assuntos profundos, mas registava tudo num olhar profundo e que perturbava pela nitidez e determinação na defesa da razão.

Com 9 anos de idade ingressa no Seminário Diocesano de Fundão, durante alguns meses, iludido pela encenação teatral e pelo fascínio do Protocolo.
Regressa como aluno ao ensino público, caminhando diariamente quilómetros de subidas e descidas, com frio, neve ou temperaturas de escaldar e começa a escrever poesia, artigos de jornal sobre problemas locais, a interessa-se por assuntos ambientalistas e outros temas de vanguarda na altura.

É a partir dessa altura, que começa a publicar poesia em jornais locais e a dizer poetas e poemas em recitais, rádios locais, escolas e muitos eventos, onde se destaca pela presença que afirma, embora ainda de forma pouco consistente. Começa a ir regularmente à televisão e a gravar esporadicamente.

Cresce rapidamente, não tendo sido menino e preocupa-se invulgarmente com enigmas filosóficos, tendo uma particular apetência por criar um pensamento próprio e apreciar a retórica, o debate e as ideias, que gosta de discutir com mais velhos e de por em causa dogmas e mitos, até como autarcas e professores, atrevidamente.

Faz um Curso Intensivo de Teatro, começando a gostar das artes de palco, tendo aos 13 anos de idade estreado, por ocasião do Dia Mundial do Teatro, num grupo semi-profissional da cidade, onde chega ainda menor de idade, sem consciência da sua função, a pertencer à Direcção.

Aos 16 anos de idade parte para estudar na grande cidade do Porto, onde fica fascinado pelo mundo urbano, bem diferente da sua Beira Baixa, que continua a amar e sentir em cada gesto e palavra.

Passado uns tempos ruma a Lisboa e inicia-se um percurso profissional, social, artístico, académico e político diversificado, tendo a sua persistência, combatividade e alguma audácia, ajudado a vencer muitos obstáculos e barreiras que sempre encontrou e que continuam ao longo dos anos a impedir atingir determinados fins, pela razão de manter a sua independência e moralidade beirã.

Hoje é reconhecido como um profissional de elevada exigência e competência, nos vários domínios em que se move.

Nuno Miguel Henriques, tem uma empatia especial com o povo, muito típica, sendo que com a sua transparência de espírito, cria aversão e amores (felizmente muito mais amores!).

Partilhe connosco o seu comentário! A sua opinião é importante para nós...

Partilhe com os seus amigos

«
Seguinte
Mensagem mais recente
»
Anterior
Mensagem antiga