ads

Slider[Style1]

Style2

publicidade

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

publicidade

Style4



clica e ouve as entrevistas e emissões já realizadas na tua rádio 

Style5

FADISTA MIGUEL XAVIER NA RQC!

Esta Segunda-feira, o Fado está de regresso à tua rádio de todos os dias e com mais um grande convidado! MIGUEL XAVIER é a voz que apresenta o seu mais recente álbum no próximo dia 10 de Dezembro de 2018, em mais um "Adega do Fado".

Depois da apresentação oficial do álbum no Porto e em Lisboa, Miguel Xavier fala-nos ao pormenor do seu trabalho e da sua carreira numa conversa conduzida por Augusto Jorge e Pedro Martins.

O encontro está marcado para as 21h.

POETISAS ISABEL BASTOS NUNES E ADRIANA MAYRINCK!

No próximo programa AO ENCONTRO DA POESIA, Pedro Nobre vai estar à conversas com 2 poetisas ISABEL BASTOS NUNES e ADRIANA MAYRINCK. Quando forem 22h vamos ter participação habitual da poetisa FÁTIMA HORTA. Não pode perder na sua rádio de todos os dias!


 BIOGRAFIA de ISABEL BASTOS NUNES 

Natural em Lisboa, nasceu em 1948. Mãe de dois filhos e Avó. Estudou em Tomar, Coimbra, Lisboa e Angola (Luanda).

Grande parte do seu percurso profissional, esteve ligado à Imprensa escrita.

Tem publicado dois livros de Poesia:
  • "Poemas por acabar"- Editado por Pastelaria Studios
  • "À PROCURA DE MIM"- Produzido pela In-Finita. 
Prémios:
  • Premiada com o 3º lugar no 2º Festival de Poesia de Lisboa de 2017 com o Poema "E a fome dos homens transforma-se em perdição" - Colectânea “ A vida em Poesia” das Edições Helvetia. 
  • Premiada com a publicação de um livro (3 Poetas) Neste livro de poesia, sou coautora com mais dois Poetas. 
Participações em diversas Colectâneas
  • Mar de Palavras Orquidea Edições Sentimentos à solta II – Edição de autores. 
  • Nas Entrelinhas da Poesia (Eternamente) Edições o Declamador. 
  • Nas entrelinhas da Poesia (Delírios) – Edições o Declamador. 
  • Deixem-me ser Poesia – Pastelaria Studios. 
  • Fusão de Sentires – Pastelaria Studios 
  • Um livro num dia (contos) – Chiado Editora. 
  • Livro Aberto – Organização Ana Coelho e Paulo Maia Domingues. 
  • Na minha Cómoda – Papel d’Arroz Editora. 
  • Perdidamente II – Pastelaria Studios. 
  • Poesia a Cores – Pastelaria Studios.5 Sentidos – Edições o Declamador. 
  • Danados para Escrever – Edições o Declamador. 
  • Palavras de Cristal – da Editora Modocromia. 
  • 1º Concurso Literário - Edições Vieira da Silva. 
  • Vozes Impressas – edições Vieira da Silva. 
  • 4 Estações – Edições o Declamador 
  • Antologia “ Toca a escrever” – In-Finita. 
  • Conexões Atlânticas - In-Finita 
  • Livro Aberto 2018 – Ana Coelho (RVA – Alenquer) 
  • Palavras de Cristal Volume V – Modocromia 
  • Delírios- Nas Entrelinhas da Poesia 
  • Poem’Art – Amigos & Poetas 
  • Amantes da Poesia – Volume 3 – Parceria com Modocromia e Rádio PopularFM 
  • 5 Sentidos
  • Cascata de Emoções
Participações em inúmeras Tertúlias, entre as quais as organizadas pela In-Finita, no Palácio Baldaya em Lisboa, (o que acontece quinzenalmente) festivais, e leitora residente (com os meus Poemas) da Tertúlia América Miranda no Auditório Carlos Paredes em Lisboa. (o que acontece sempre no 1.º Sábado de cada mês)

 BIOGRAFIA DE ADRIANA MAYRINCK 

Adriana Mayrinck, produtora cultural e editorial, nasceu em 1970, em Recife. Morou 38 anos no Rio de Janeiro. 

Fundou a IN-FINITA em 2008 para assessoria literária, eventos e produção cultural. Desde 2010, fomenta e divulga a poesia, literatura e cultura lusófonas. Em 2017 mudou-se para Lisboa e a IN-FINITA virou uma prestadora de serviços para autores e editoras do Brasil e de Portugal. 

Representante da União Brasileira de Escritores (UBE-RECIFE) e do ELOS Clube (Teresópolis – Rio de Janeiro), em Lisboa. Tem um livro publicado em 2017. Participou em algumas antologias no Brasil, Portugal e Suíça e de oito edições do Fanzine Alfarrábios (Niterói – RJ). 

Como autora: Escrever é expressar o que está no lado de dentro, com todas as nuances, desejos e contradições do ser mulher, que transborda de encantos e desencantos o despertar das emoções. Em diversas fases uso como ferramenta o poema em prosa, com estilo literário que passeia por entre o romantismo e o lirismo. As experiências e percepções, no real e no imaginário, sempre na primeira ou terceira pessoa, definem esse exercício poético e criativo em versos livres. São passos para um caminho (in)certo, (i)material, que se revela a cada vivência, ou oculta-se no ir e vir por entrelinhas. Reflexos, sombras e luz, onde os elementos da natureza misturam-se por entre metáforas e figuras de imagem. Um olhar íntimo sobre o efêmero e a casualidade, de uma mulher errante que cria asas e voa por entre tempos, na busca incansável por abrigo, talvez, de si mesma, (in)finitamente.

CANTOR PAULO SANCHES NA RQC!

No ano em que se comemora os 130 anos, de vida, do poeta FERNANDO PESSOA, Pedro Nobre receber no seu programa AO ENCONTRO DA POESIA o cantor PAULO SANCHES responsável pelo projeto ANÉDITURA que evoca através da música a obra do poeta. Quando forem 22h vamos receber "Os grãos de areia" da poetisa FÁTIMA HORTA. Tudo isto e muito mais a partir das 21h!


ANÉDITURA nasce em 2002, e desenvolvido ao longo do tempo, mas é em 2012 que Paulo inicía uma divulgação mais fluente deste seu projeto. Assim, algumas canções têm vindo a amadurecer por si ao longo do tempo proporcionando novos arranjos musicais com vista a melhorar as performances de alguns temas.

Este trabalho é apresentado pelo autor, dando voz aos poemas acompanhado de viola, mas também, sempre disponível à possibilidade de integrar outras formas de arte em cada espetáculo dando oportunidade a outros artistas ou não, que queiram mostrar as suas capacidades artísticas tornando assim cada evento marcado pela diferença e improviso. A dança, leitura, pintura, teatro, são exemplo disso.

Por ser um espetáculo multifacetado em várias vertentes artísticas torna-se adaptável aos espaços de atuação, ultrapassando e adaptando-se às situações, ou seja, adaptável a qualquer espaço cénico ou não a partir de interpretações a solo com viola.

Anéditura propõe-se a divulgar de uma forma particular e informal a vida e obra deste nosso grande poeta do séc. XX que é Fernando Pessoa. Através da sua autobiografia, explorando a sua obra evocando seus principais heterónimos cantando alguns poemas de cada um deles, bem como também do seu livro "Mensagem". Algumas curiosidades ou histórias de vida do poeta soam a qualquer momento de cada evento

As atuações de Paulo Sanches têm vindo a suceder-se através de convites para participar em lançamentos de livros dos mais diversos poetas portugueses nos mais diversos espaços para o fim, tocando e cantando alguns temas de Anéditura em acordo com os momentos e ocasiões. Os espetáculos a solo têm vindo a suceder-se através de uma maior vontade em continuar a divulgar a sua música juntamente com a poesia de Fernando Pessoa.

TOP 15 RQC ESPECIAL 6 ANOS!

25 de Novembro é o dia que marca o inicio do "Top 15 RQC". Estávamos em 2012 quando Pedro Martins te disse pela primeira vez "Bom dia, bem-vindo ao programa com as músicas mais votadas por ti!". Foi este o objectivo estabelecido para este programa que te acompanha há 6 anos e é esse o objectivo que continuará a ter no futuro. A 25 de Novembro de 2018 celebramos os 6 anos deste programa com uma emissão muito especial, denominada "Top dos Tops", onde se realizou a contagem das 20 músicas mais votadas por ti ao longo de todos estes anos. No fundo, as músicas que mais semanas seguidas estiveram no teu "Top 15 RQC".

Se não tiveste oportunidade de acompanhar o programa festivo, aqui fica a contagem:
  1. JORGE GUERREIRO - VIVO A VIDA
  2. Carolina Deslandes - A Vida Toda
  3. Amor Electro - Procura por mim
  4. Ana Moura - Desfado
  5. Bruna Guerreiro - Acredita
  6. Kassio - Deus deixou escrito
  7. Némanus - Faz comigo
  8. Rita Guerra - Secretamente
  9. David Carreira - Primeira Dama
  10. Pedro Abrunhosa e Camané - Para os braços da minha mãe
  11. Leandro - Eu mudei
  12. Mickael Carreira - Fácil
  13. Daft Punk ft. Pharrell Williams - Get Lucky
  14. Tony Carreira - Eu esqueci de esquecer-te
  15. Marco Paulo - Rosas para minha mãe
  16. Mariza - O tempo não pára
  17. HMB e Carminho - O amor é assim
  18. Salvador Sobral - Amar pelos dois
  19. Xana Carvalho - Sou louca por ti
Esta foi também uma emissão especial onde aproveitamos para agradecer a todos os ouvintes, colaboradores, artistas, promotoras, anunciantes e parceiros que ao longo destes 6 anos construíram a tua rádio de todos os dias e que se preparam para arrancar para o 7º ano com a mesma força, garra e determinação do primeiro dia! Ou ainda mais...

Caso não tenhas tido oportunidade de ouvir o programa comemorativo e todas estas músicas, podes recordar tudo aqui:

FREDDY LOCKS NA RQC!

No próximo programa FORA DE PALCO, Sandra Ferro vai estar à conversa com o cantor de Reggae FREDDY LOCKS. A não perder a partir das 21H...


 BIOGRAFIA FREDDY LOCKS 

Frederico Oliveira a.k.a. Freddy Locks, nasceu no bairro de Alvalade em Lisboa no dia 9 de Dezembro de 1977. Conviveu de perto com uma geração que fez história na cena punk-rock portuguesa na qual estão presentes nomes como Censurados, Ku de judas, Tara Perdida, Dalai Lume, bandas que nasceram ou que vieram do mesmo bairro e com quem partilhou muitos momentos da sua juventude.

Freddy começa a tocar música numa banda punk aos 17 anos . Tem, no Verão de 1995 o seu contacto com as sonoridades jamaicanas, através de pessoas e locais que vai percorrendo, numa altura em que tinha acabado o 12º ano da escola e passando 2 anos a viajar à boleia, tocando viola em todos esses lugares.

É nessa altura que começa a compôr e em 1999 forma a banda Nature, juntando-se também aos 20 pás 8, em ambos os casos como vocalista e guitarrista.
Os primeiros desfazem-se em 2001 mas os 20 pás 8 duram até Julho de 2003, período em que dão cerca de 50 concertos de norte a sul do país , passando por Espanha.

É num desses concertos que conhece o alemão Asher Guardian, produtor\músico\técnico e amante do Reggae há mais de 20 anos. Asher vive em Portugal há mais de 10 anos anos estando sempre ligado ao reggae, fazendo gravações e trabalhando como técnico de som para várias bandas.

 2004 
Freddy Locks aceita o desafio de Asher para a gravação de um álbum em casa deste, onde misturam e masterizam uma maqueta, apenas com um gravador de 8 pistas, Roland.
Em Maio surge o resultado desta primeira experiência e de forma surpreendente a maqueta “RootsRockStrugling”, chega à Família Fazuma, programa de reggae na Rádio da Antena 3, contribuindo fortemente para a divulgação do projecto.
O disco, totalmente independente , é dado a conhecer a de Henrique Amaro (Antena 3) e passa a marcar presença assídua no seu programa “Portugália” o que dá origem ao convite para a gravação do “3 Pistas”, concerto acústico de 25 minutos transmitido para os ouvintes da rádio nacional.
A música “Wake Up” é nomeada Canção do Ano no programa Radio Fazuma e é esta mesma música que é incluída na primeira compilação de reggae editada em Portugal, a “Copa Reggae” .

 2004 

Freddy forma a banda Poormanstyle e com estes ou com o soundsystem Dub Tender Hi-Fi, partilha o palco com Sly and Robbie, Skatalites, Max Romeo, Skaparapid, entre outros.

 2006 

Freddy lança-se finalmente a solo, acompanhado pela banda Groove Missions , grava o seu 1º álbum “Bring up the feeling”, pela editora Gumalaka (Rádio Fazuma+Matarroa).
O álbum é nomeado àlbum do ano através duma votação nos sites Sunshine Reggae e Zona Reggae e single “Bring up the feeling” entra para a playlist da Rádio Antena 3, onde chega n.º1 da tabela e é presença na playlist da MTV Portugal.
Um ano mais tarde, Freddy Locks é um dos 13 artistas seleccionados para tocar no 13º aniversário da Antena 3 e está presente na compilação “Novos Talentos Fnac”, com edição a Junho de 2007, estando em digressão por Portugal até ao final de 2008, onde se destacam as actuações no Festival Med em Loulé e no Festival Mestiço, Casa da Música, Porto.

 2008 

Conhece o produtor canadiano Dubmatix que produz EP “Freddy Locks meet Dubmatix: Power Ep”, edição que traz consigo uma versão reggae (remix) e outra dubstep do tema “Power” do disco “Bring Up The Feeling”.

Conta ainda com a participação no projecto “Underground/Overground”, uma iniciativa promovida pela MTV, RTP, Antena3, Jornal Metro, Abraço e GADS, para assinalar o Dia Mundial Contra a Sida; participa na compilação “Acorda”, destinada a ajudar o departamento infantil do IPO de Lisboa, com os temas “Playing Inna Subway” e “Wake Up” e participa na compilação “Bota Sentido”, da editora Mantarroa.
Participa em dois temas do novo álbum dos Double MP e está envolvido em parcerias com Nigga Poison e Dj Nelassassin.

 2010 

Lança o álbum “Seek Your Truth”, que veio comprovar o seu amadurecimento enquanto compositor, músico e cantor.
O disco marca também a mudança de sonoridade para um ambiente “mais” roots-reggae, com direito a critica na revista alemã da especialidade Irie Up, que tem edição para todo o mundo.
Ínicia nova tour, onde se destaca a data no Meo-sudoeste.

 2011 

O trabalho de Freddy começa a ser cada vez mais reconhecido internacionalmente, o que lhe permite entrar na compilação norte-americana “Dread & Alive-Lost tapes vol 2.”, ao lado de nomes consagrados do reggae mundial, como Kiddus I, Bunny Rugs ou Mutabaruka e também na compilação “KINDAH” , que junta talentos emergentes do reggae internacional.

 2012 

Ano da edição de “Rootstation”, que revela o lado acústico de Freddy mas também o “Dancehall”, aliados ao seu roots-reggae.
Actua pela segunda vez no Festival Sudoeste, desta vez numa noite memorável a partilhar o palco com The Congos, Lee Scratch Perry, entre outros e participa no Festival Funchal Music Fest na Ilha da Madeira.

 2014 

Ano de concertos da tour “Rootstation” , em que se destacam as actuações no Festival Surf at Night, a partilhar o palco com os Jamaicanos Dubtronic Kru e nas Festas do Mar, em Cascais.

 2014 

Celebra-se o 10 aniversário do Album “Rootsrockstruggeling”, gravado com Asher G. que é disponibilizado para download gratuíto e lança o single “Iration”.
É ainda editado o álbum de fotografias “Freddy Locks- Human-Together-Arise” de André Paxiuta.

 2016 

Lança single “In This Time”, riddim do produtor canadiano Dubmatix.

 2018 

Lança single “Earth” em março e single “Overstand” em junho, ambos singles de avanço do novo Album “Overstand” que será lançado em outubro.