segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

ALTERAÇÕES DE CARREIRAS TST: CÂMARA EXIGE ESCLARECIMENTOS

O primeiro fim-de-semana de 2020 trouxe o comunicado por parte dos Transportes Sul do Tejo (TST) da supressão de uma carreira no concelho de Sesimbra e a alteração de horários em mais nove carreiras que servem o concelho

Esta Segunda-feira, dia 6 de Janeiro, a Câmara Municipal de Sesimbra (CMS) refere, em comunicado aos munícipes, que foram pedidos os devidos esclarecimentos à empresa transportadora e presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa, Fernando Medina, "no que concerne às diligências tomadas pela Área Metropolitana de Lisboa (AML) para resolver esta decisão unilateral da empresa Transportes do Sul do Tejo, S.A.".

Segundo o comunicado da CMS, foi com surpresa e através da comunicação social que foi tomado conhecimento da supressão das carreiras e da alteração dos horários. Afirma-se ainda que "independentemente da análise que se possa fazer quanto ao impacto das medidas na população do município e no seu direito à mobilidade, a autarquia considera incompreensível e inaceitável a decisão dos TST, tanto que a empresa não obteve a necessária autorização por parte da Área Metropolitana de Lisboa(AML) nem os pareceres vinculativos da Câmara Municipal de Sesimbra, conforme determina o contrato interadministrativo de delegação de competências celebrado entre a AML e o Município de Sesimbra, ao abrigo do Art.º 10.º do Regime Jurídico de Serviço Público de Transporte de Passageiros, aprovado pela Lei n.º 52/2015, de 9 de junho".

Além do pedido de esclarecimento, foi solicitada por parte da Câmara Municipal de Sesimbra uma reunião com caráter de urgência ao presidente do Conselho de Administração dos TST, José Pires Fonseca.
Comentário(s)
0 Comentário(s)

Enviar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only